NA MÍDIA

Diário do Grande ABC - Domingo 21 de julho de 2013
Luis Felipe Soares


O dia e a noite se confundem, o sol passa a brincar com as estrelas e começa a nevar no verão quando um galo parece ter algum tipo de problema com seu relógio biológico. É esse tipo de confusão que marca o curta-metragem 'João, o Galo Desregulado', filme de Alê Camargo, de Santo André, e de sua mulher Camila Carrossine. O mais recente título da produtora Buba Filmes está entre os finalistas da 11ª edição do Fici (Festival Internacional de Cinema Infantil), tradicional evento do gênero.

Ao lado de outros dez títulos, a animação concorre na categoria de Histórias Animadas. Camargo venceu o Fici de 2010 como destaque da Mostra Teen por 'Os Anjos do Meio da Praça'.Ainda não há datas para as sessões e para o anúncio dos ganhadores. O filme também foi selecionado na mostra competitiva de Curta Infantil do festival Anima Mundi, que ocorre na Capital entre os dias 14 e 18.

“Participar de festivais, e quem sabe, ganhar é uma honra. Mas a nossa meta é fazer filmes paras as pessoas assistirem. Além de desenvolvermos trabalhos publicitários e videoclipes, temos apreço especial pelo papel de narradores de histórias. Gostamos de contar histórias e a animação é uma ótima ferramenta para esse objetivo”, afirma o andreense.

'João, o Galo Desregulado' é baseado em poema homônimo escrito por Camila – e que também rendeu um livro infantil ilustrado. Em dez minutos, a trama acompanha o protagonista (metido a Michael Jackson e vestindo um colete com corações) e seu problema em dormir o dia inteiro e cantar durante a madrugada. A questão gera a alegria de alguns e o ódio de um vizinho mal-humorado. Com apoio financeiro da Lei Rouanet, o curta levou cerca de seis meses para ser realizado no computador. 
“Sempre trabalhamos com o 3D e buscamos criar estilos. No caso do 'João', fizemos os traços com o visual de ilustração do livro”, diz o diretor. “Na animação, você acaba tendo mais espaço e artifícios para se contar a história. São projetos irmãos”, completa Camila.

O roteiro transforma em conto infantil o caso de um galo de verdade que morou na Escola Estadual Érico de Abreu Sodré e agitou algumas noites no bairro da Saúde. “Eu achava um barato! (risos)”, revela Camila. “Como nasci em São Paulo, não é nada comum ter isso no meu dia a dia. Depois descobrimos que o galo chamava João e que ele acabou sendo exilado para uma fazenda no Interior. A história ficou conhecida aqui na região e gravei esse fato na cabeça.”

Por meio de fotos, ela buscou referências do personagem real para desenhar sua versão animada de João. Com muitas cores e imaginação, ele encontrou espaço para cantar no universo das fábulas.

Obras da Buba Filmes entram em cartaz em São Paulo

Os títulos da Buba Filmes, de Alê Camargo e Camila Carrossine, ganham espaço na programação na Livraria da Vila (Avenida Magalhães de Castro, 12.000. Tel.: 3755-5811), no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo. A loja, localizada no térreo do prédio, exibe na terça-feira a Mostrinha Buba Filmes. Com entrada franca, a sessão está programada para começar a partir das 16h. 

A tarde irá apresentar os longas-metragens em ordem cronológica. Temas como amor, sonhos perdidos e esperança são tratados nas obras. Até mesmo referências ao expressionismo alemão ganham formas virtuais. A programação traz 'A Noite do Vampiro' (2006), 'Maria Flor' (2008) e 'Os Anjos do Meio da Praça' (2010). O recente 'João, o Galo Desregulado' fecha o ciclo. 

Para os que não puderem participar da mostra, os três primeiros filmes, assim como outros projetos da produtora, estão disponibilizados no blog www.bubafilmes.blogspot.com.br. A ideia é de que o novo filme esteja on-line depois de agosto. “Muita gente fica cismada em colocar seus projetos na internet, mas somos bem a favor”, garante Alê Camargo. 

***